Análise : Porque R$ 1 milhão virou pouco no mercado imobiliário do Rio

Um milhão não é nada! Quem quiser um apartamento para a família, na Zona Sul, tem que começar com R$ 2 milhões — afirma Leonardo Schneider, vice-presidente do Secovi-Rio, corroborando o que os corretores da região costumam repetir a seus clientes.
 
Os números são reflexo direto de três anos seguidos de alta no mercado imobiliário. Segundo o índice FipeZap, a alta acumulada nos últimos 36 meses no Rio chega a 104,75%. No mesmo período, a inflação ficou em, aproximadamente, 19,15%, segundo o IPCA.
 
A boa notícia é que, desde o ano passado, os preços vêm se estabilizando. De janeiro de 2012 para cá, o FipeZap registra alta de 22,14% contra 8,89% da inflação. Ainda assim, o poder de compra do milhão diminuiu.

Leia mais

Comentários