Violência Urbana: Moradores vão à Justiça para tentar manter ruas fechadas em SP

A pacata rua Georges Agrícola, no Morumbi (zona oeste de São Paulo), com suas mansões e seguranças, está no meio de uma disputa judicial: após mais de 25 anos com portão na entrada, a prefeitura mandou abrir o acesso à via.
 
Inconformado, o empresário Reinaldo Kherlakian, dono da Galeria Pagé e morador da rua, recorreu à Justiça. Até sair a decisão final, o portão tem que ficar fora de cena.
 
"Ali não dá acesso a lugar algum", argumenta o advogado Luciano Lamano, que representa o empresário.
 
O caso de Kherlakian não é o único. A reportagem da Folha de São Paulo localizou 19 ações de paulistanos que foram à Justiça para tentar manter ruas fechadas após serem notificados pela Prefeitura de São Paulo a abri-las.

Leia
mais

Comentários