FINANCIAMENTO. Poupança em queda ameaça recursos para casa própria


Os saques na caderneta de poupança nos três primeiros meses do ano — no período, as retiradas superaram os depósitos em R$ 23,2 bilhões, drenando praticamente tudo o que a caderneta ganhou em 2014, quando as captações líquidas somaram R$ 23,8 bilhões — deixou os bancos que concedem crédito habitacional em alerta. 

A cada mês, as contratações de financiamento para a compra da casa própria sobem menos. Avançaram 1,67% em janeiro e 1,18% em fevereiro, de acordo com o Banco Central.

A Caixa Econômica Federal, principal agente do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), já teria esgotado o estoque de recursos da poupança destinado à compra de moradias, segundo fontes do mercado. 

Há um mês, o diretor-executivo de Habitação da Caixa, Teotônio Costa Resende, reconhecera que o banco já vinha usando também recursos captados via Letras de Crédito Imobiliário (LCIs, títulos lastreados em operações imobiliárias) para continuar financiando a compra de moradias. Os recursos da poupança, segundo disse, já teriam se esgotado.


Leia mais aqui 

Comentários