Crise no Império Britânico: Renda da rainha Elizabeth com imóveis caiu

A rainha Elizabeth II não teve a mesma sorte que seu filho mais velho, o príncipe Charles, com seus investimentos no mercado imobiliário no ano fiscal 2012/2013, terminado em maio deste ano. Segundo reportagem do jornal 'The Guardian', a renda recebida pela rainha proveniente dos arrendamentos de suas terras no ducado de Lancaster caiu 2,8%, para 12,5 milhões de libras.

O príncipe Charles recebeu um recorde de 19 milhões do ducado da Cornwall - alta de 4,1%.
Apesar da queda nos retornos, os 18 mil hectares de terras que a rainha possui se valorizaram no intervalo de um ano e chegam a valer um recorde de 428 milhões de libras.

Os ganhos da rainha são constituídos por duas fontes: a renda sobre suas terras - mais valiosas do que as de Charles - e o exercício dos deveres reais. O "salário real" é pago com base nos dos lucros da Crown Estate, a empresa criada para gerir os imóveis da realeza. A família real recebe anualmente 15% dos lucros da companhia, que é administrada por gestores independentes. Apesar de os imóveis pertencerem ao monarca no poder, nenhum membro da família pode se desfazer de qualquer um dos bens ou receber a totalidade dos rendimentos. Além disso, as contas da Crown Estate são públicas.
Segundo o Guardian, a rainha receberá como "salário" cerca de 38 milhões de libras no próximo ano fiscal, que termina em maio de 2014, pelo cumprimento de suas funções reais.
Leia mais

Comentários