Belém: Assim se vendia imóvel na Praça da República há 30 anos

Qundo a lei ainda permitia, o Ed. Segall prometia a melhor vista da capital. Na Assis de Vasconcelos entre Nazaré e José Malcher, vista permanente para uma Praça da mais belas praças da capital e para o suntoso Teatro da Paz.

Era uma época que se precisava de muito pouco para vender. As condições eram mais vantajosas, a inflação ainda uma ameaça controlada e o BNH bancava parte da conta.

O Edíficio Segall faz parte da memória imobiliária do país...  

Comentários