Ajustes? Preço do imóvel cai até 6% em 7 meses

O momento mais comedido do mercado imobiliário se reflete no comportamento distinto entre as regiões. Enquanto há cidades onde o preço anunciado do metro quadrado, em termos reais, ainda sobe em ritmo forte, como Niterói (alta de 5,4% desde junho do ano passado), locais como Curitiba já registram correção de preços. Na capital paranaense, o metro quadrado teve uma queda real de 6,1% no mesmo intervalo (os números consideram a inflação pelo IPCA no período). As informações são do índice FipeZap, que a partir desse mês vai acompanhar informações sobre mais nove cidades, totalizando dezesseis.
 
Além de Curitiba, outras seis cidades tiveram queda real do preço anunciado dos imóveis desde junho de 2012, que é o início da série histórica do FipeZap Ampliado, lançado nesta segunda-feira, 4. São elas: Brasília (-5,8%), Florianópolis (-4,4%), Vila Velha (-3,5%), Vitória e Belo Horizonte (ambas com -1,1%) e Recife (-0,6%). "Regiões como Curitiba têm um dinamismo um pouco menor em relação ao mercado paulista, por exemplo, e agora conseguimos detectar isso", afirma Eduardo Zylberstajn, coordenador do índice.
 

Comentários