Curiosidades: O juiz de futebol que vende imóveis na semana.

O cearense Alexandre Paiva, de 33 anos, se encaixa na maioria. Ele começou a atuar como árbitro de futebol em 1999, em jogos de campeonatos amadores. Na época, também trabalhava como motorista.

Em 2007, passou a apitar jogos profissionais no Ceará, após entrar para o quadro de árbitros da Federação Cearense de Futebol (FCF). Dessa vez, seu outro trabalho era como supervisor de obras em uma empresa de construção civil.

Já em 2010, passou a atuar como corretor de imóveis para uma imobiliária, após fazer um curso na área. No entanto, um ano depois, deixou o posto para ser um corretor autônomo.

"Trabalhar numa empresa atrapalhava bastante a minha carreira de árbitro. Eu não tinha tempo para treinar, havia muito conflito de horários. Daí eu preferi ficar livre para poder conciliar as duas coisas", lembra.

Leia mais

Comentários