Crise: Itália põe seus Castelos a venda

As grandes empresas, fundações de arte ou fundos de investimento que queiram desfrutar de uma bela vista para os canais de Veneza ou no prestigioso bairro da moda de Milão podem considerar aberta a temporada de compras.

O governo italiano vai pôr à venda 350 imóveis históricos e de propriedade do Estado. O premier Mario Monti e o ministro da Economia, Vittorio Grilli, buscam uma forma de injetar nos cofres públicos entre 15 e 20 bilhões de euros anuais para reduzir a dívida pública até que represente 100% do seu Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de bens e serviços produzidos pelo país) — 23 pontos percentuais menos do que é hoje.

O momento, no entanto, não é favorável ao mercado imobiliário, que teve uma redução de 92% no volume dos negócios neste ano mais

Comentários