Sem terrenos novos, dobra recuperação de prédios para escritórios em SP

Com terrenos cada vez mais raros --e caros-- para obras em endereços centrais na capital paulista, construtoras começam a investir no mercado de "retrofit".

"Retrofitar" um prédio, no jargão das empresas do setor imobiliário, é modernizá-lo.
Isso envolve mudar uma série de itens: sistemas hidráulico, elétrico e de ar condicionado são atualizados; garagens, remodeladas ou construídas; fachadas são recuperadas, e serviços, como segurança, reformulados.
Segundo levantamento feito pela Herzog Imóveis Industriais e Comerciais para a Folha, há aproximadamente 60 mil metros quadrados comerciais "retrofitados" em São Paulo hoje --parte deles ainda em obras.

O volume é o dobro do existente em 2009, de cerca de 30 mil metros quadrados

Saiba
mais

Comentários