Boa Ideia. Ex-bancário brasileiro fatura R$ 3,6 milhões com contêineres que viram lojas pequenos shoppings.




Quando era bancário, Reginaldo Moser, 44 anos, fazia visitas a empresas que trabalhavam com locação de contêineres na cidade portuária de Itajaí (SC). As peças reaproveitadas eram usadas no modo bruto. Mas Moser visualizou que, se fossem adaptadas para comércio e casas, poderiam render mais.
Começou com uma unidade em 2006, hoje conta com 830. Por ano, a empresa fatura R$ 3,6 milhões. O lucro não foi informado. A empresa foi aberta em sociedade com Francisco Miguel Libório, que já trabalhava com manutenção das peças. "Percebemos que deveríamos trazer algo a mais para o mercado. Por isso, optamos por investir na modificação de contêineres."
Com isso, a Evolution Empresas produz escritórios, lanchonetes, estandes, banheiros coletivos e até minicasas. "Todas são feitas em contêineres com a estrutura de refrigeração, que são térmicas e não permitem a passagem de calor para a parte interna." Cada unidade modificada tem iluminação, base para instalação de ar-condicionado e, no caso de lanchonetes, estrutura para receber água encanada.

Comentários