URBANISMO. Arranha-céus com apartamentos de até US$ 100 milhões vão escurecer Central Park, em NY.

Em janeiro, a cobertura de uma nova torre de 90 andares projetada pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc na parte central de Manhattan foi vendida por US$ 100.471.452,77 milhões, batendo todos os recordes da cidade que já tinha o metro quadrado mais caro dos Estados Unidos. 

O One57 é o primeiro de sete espigões residenciais que estão transformando a paisagem urbana ao norte da Rua 53 — e redefinindo o conceito de luxo em uma das mais emblemáticas capitais do capitalismo. 

Desde o início do século XX — quando o Empire State ergueu um mastro no topo para ultrapassar o Chrysler Building como o prédio mais alto do mundo — não havia em Nova York uma guerra de arranha-céus dessa natureza. Com um detalhe que provoca ampla comoção: a nova geração de edifícios vai causar extensas sombras no Central Park, que já vem sendo apelidado de Central Dark.

Mais aqui

Comentários