FAMOSOS. Mark Zuckerberg, criador do Facebook, teria sido extorquido por especulador imobiliário.

Os documentos de um processo revelado pelo site Bloomberg colocam Mark Zuckerberg contra o especulador imobiliário Mircea Voskerician, que teria aberto uma ação em 2014 afirmando que Zuckerberg não teria cumprido acordos feitos em segredo, mas nunca por escrito. A oferta? Que o fundador do Facebook não apenas adquirisse um lote localizado diretamente atrás de sua casa, mas também apresentasse o proprietário a contatos do Vale do Silício ou trabalhasse junto com ele em projetos de tecnologia, um acordo que vem sendo encarado como extorsão.

A história teve início, na verdade, em 2012, quando Voskerician adquiriu os direitos sobre uma propriedade localizada logo atrás da casa de Zuckerberg. Ele, então, enviou comunicados para toda a vizinhança afirmando que construiria uma mansão de 891 m² no local. A casa teria visão direta para o quarto do fundador do Facebook, além do jardim e outros cômodos da residência. A ideia, claro, levou o executivo a negociar a compra do local.

Esse foi um dos terrenos que Zuckerberg adquiriu em 2013, em um negócio que custou mais de US$ 45 milhões e trouxe problemas para o fundador do Facebook. Numa troca de e-mails relacionada ao processo, Voskerician afirma que um dos motivos para ter aceitado o negócio foi a possibilidade de “construir um relacionamento” com o criador do Facebook. Na sequência, vem a proposta adicional, que envolve não apenas o dinheiro, mas também a indicação de contatos para trabalhar em um projeto de “moradia social sustentável”, seja lá o que isso signifique.

Leia mais aqui

Comentários