TENDÊNCIAS. Com preços nas alturas, ganha espaço o "imóvel virtual"


Imagine você alugando um escritório, em um edifício comercial moderno, com toda a infra estrutura das grande empresas e pagando um aluguel de ... R$ 100 reais. Isso mesmo. Com os altos preços das locações no Brasil. cresce o mercado que oferece menos, por menos e nem por isso deixa de atender a uma clientela que não para de crescer.. 

Carlos Miguel Aranguren, 56, é dono da Ventes, consultoria em gestão comercial fundada em 2010. Por três anos, ele manteve um escritório em uma sala alugada no centro do Rio de Janeiro, com uma secretária, mas, em 2013, contratou o serviço de escritório virtual. Ele diz ter cortado dois terços dos custos, mantendo um endereço comercial no centro da cidade e o atendimento telefônico.
"A necessidade de escritório próprio desapareceu quando percebi que meus funcionários trabalhavam nos escritórios dos clientes e eu ia visitá-los para as reuniões. Além disso, tinha que conviver com problemas de estrutura, como ar-condicionado quebrado, que me tiravam o foco do negócio", declara.
Na Delta Business Center, de São Paulo, que tem cerca de mil clientes, as mensalidades vão de R$ 100 (só o atendimento telefônico) a R$ 290 (inclui também o endereço comercial). Na BQ Escritórios, do Rio, que atende a cerca de 250 clientes com o escritório virtual, os preços variam de R$ 169 (somente endereço comercial e aviso de correspondência) a R$ 357 (inclui atendimento telefônico e aviso de recados). 
Leia mais aqui

Comentários