Brasil: MP investiga apropriação de terreno e Presidente da CBF pode responder criminalmente

O Ministério Público do Estado de São Paulo instaurou um inquérito civil para apurar possíveis irregularidades cometidas pelo presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local) da Copa-2014, José Maria Marin, na apropriação de um terreno público em São Paulo cujo valor se aproxima de R$ 2,8 milhões. A intenção é recuperar o terreno e apurar se o cartola poderá ser indiciado criminalmente.

A princípio, o objetivo do MP é apenas a retomada da área pública. Caso fique comprovado algum crime ou ato caracterizador de improbidade administrativa, o caso será encaminhado ao promotor de justiça responsável, para que o cartola responda criminalmente pelo ato.

Mais

Comentários