Mercado Desconhecido. 40% dos imóveis de Fortaleza ainda não possuem registro

Diante da grande quantidade de documentos e taxas a pagar, há quem acabe deixando em segundo plano o registro do próprio imóvel. Em Fortaleza, por exemplo, estima-se que cerca de 40% dos imóveis não estão regularizados, podendo chegar a 80% em bairros como Colônia e Barra do Ceará, conforme o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis - 15ª Região/Ceará (Creci), Apollo Scherer.

Segundo ele, dos novos imóveis, cerca de 20% não estão registrados. "No passado, as pessoas não registravam. Hoje, só uma pequena parcela, pois a maior parte é de financiamento bancário, que exige o registro", afirma. Já a Secretaria Municipal de Finanças de Fortaleza (Sefin) informa que mais de 666 mil imóveis estão cadastrados. Quem tem a escritura de compra e venda do imóvel, mas não registrou, deve ficar atento aos riscos que isso pode acarretar. Apesar de ter a posse - por conta da escritura - o comprador não tem a propriedade, correndo o risco de ter o imóvel hipotecado pelo proprietário oficial.
 

Comentários