Horizonte Nebuloso... Mercado imobiliário chinês desacelera com novos regulamentos

O vertiginoso mercado imobiliário chinês tem desacelerado desde que o Conselho de Estado anunciou em março cinco novas políticas destinadas a conter o crescimento alarmante.
 
Políticas destinadas a estabilizar os preços da habitação e abafar a especulação incluem um imposto de 20% sobre o lucro, adiantamentos maiores e aumento das taxas de juros de hipotecas em mercados aquecidos, bem como restrições a segundas propriedades.
 
Algumas cidades viram preços multiplicando-se por fatores de 10 recentemente, causando preocupação no oficialismo e excluindo futuros proprietários do mercado, informou o CNBC.
 
Desde a implementação das novas políticas, as vendas de habitações novas e usadas têm diminuído drasticamente nas cidades de primeira ordem, como Pequim, Shanghai e Guangzhou, segundo corretores de imóveis locais e as estatísticas oficiais.
 
Isto tem mais impactos do que só os efeitos sobre o mercado imobiliário. A industria da construção consome, ferro, cimento. Se a China emntrar em crise nesta área, imagine os efeitos para a economia mundial, e em particular para a brasileira, que tem a China entre seus principais parceiros estratégicos...  

Leia mais

Comentários