Belém : Assim se vendeu o Manoel Pinto da Silva, há 60 anos

Anos 50 e a capital teimava em deixar pra trás o passado colonial e embarcar definitivamente na era dos arranha-céus. Surgia o mais alto, o ícone, a referência construtiva e imobiliária de Belém.

O Edifício Manoel Pinto da Silva, ocuparia uma das mais emblemáticas esquinas da capital . Nazaré com Serzedelo, olhando de perto outro ícone da cidade, o Teatro da Paz.

Podia ser pago com entrada a partir de 10% em suaves prestações. Construído em duas fazes, a primeira seria entregue no final dos anos 50 do século XX.

Memória imobiliária quase esquecida pelo paraense..

Comentários