Belém : Bairros Planejados são respostas a falta de planejamento do poder público.

Em Belém, o Cidade Cristal - da Freire Melo e da Síntese, na esquina da Avenida Centenário com a Rodovia dos Trabalhadores em Val de Cans é um bom exemplo dessa nova tendência. Shopping, torres comerciais, residenciais e áreas de serviços juntas, com controle urbanistico e mais segurança para quem usar do sistema.

O bairro planejado é a resposta ao silêncio do poder público em planejar a cidade, que acaba resultando em mazelas e falta de qualidade de vida. É nesse cenário que surge esta oportunidade imobiliária.
É como se fosse o planejamento urbanístico de um bairro inteiro, com prédios residenciais, comerciais, de serviços, hotéis e parques, além de todo o desenho de ruas, acessos e iluminação pública que são desenvolvidos por empresas privadas.
“Lugares assim são bem vistos pela população porque propõem uma qualidade de vida maior. Além disso, o morador nunca será surpreendido com a construção de uma indústria do lado da sua casa, por exemplo, pois tudo é planejado antes das obras”, afirma um especialista da área.
A nova tendência fez a construtora paulista Tecnisa lançar o maior empreendimento de sua história. Chamado de Jardim das Perdizes, o bairro planejado fica na Barra Funda em São Paulo e foi construído em um terreno de 250 mil metros quadrados.
Serão 30 torres residenciais e comerciais, com apartamentos de 90 a 270 metros quadrados, além de um hotel e um parque público de 50 mil metros quadrados. A expectativa é que o projeto tenha um potencial de vendas que possa chegar a R$ 5 bilhões, já que o lugar deve receber mais de 10 mil moradores.

Comentários