Mercado: Bolha imobiliária ameaça agora a Suíça

O UBS, maior banco suíço, acaba de anunciar que o risco de aquecimento, que já apareceu no 3° trimestre de 2012, ainda aumentou no 4°. “O índice está claramente na zona de risco e confirma o aumento dos desequilíbrios no mercado imobiliário”, sublinhou o banco. Um relatório do site comparativo comparis.ch e a Escola Politécnica Federal de Zurique também acionam o alarme: “11 distritos dão sinais claros para uma bolha imobiliária”, diagnosticam.

Esses riscos estão nos grandes centros de Genebra e de Zurique, suas regiões periféricas e certas estações turísticas muito procuradas. “As vendas caíram bastante desde o último verão”, afirma François Hilbrand, da empresa Análise & Desenvolvimentos imobiliários, de Genebra. “O número de transações diminui, mas os preços continuam altos. Isso mostra que estamos numa bolha”, acrescenta.
 
Os preços dos imóveis atingem picos. Em média nacional, os especialistas estimam eu o mercado se apreciou de aproximadamente 30% nos últimos dez anos. Nos grandes centros, a alta é bem maior. Genebra detém o recorde: segundo o escritório de avaliação do mercado imobiliário Wüest & Partner, o aumento gira em torno de 136%. E o movimento continua. “Os preços dos imóveis subiram 1,2% no 4° trimestre de 2012, comparado ao trimestre precedente”, indica o estudos do UBS.
 
Leia mais

Comentários

Pedro Henrique disse…
A crise na Europa ta forte mesmo depois dessa bolha suissa o que falt aacontecer?