Mercado: Corretores brasileiros já são mais da metade em imobiliárias na Flórida

De olho na clientela brasileira, nada melhor que contrar mão de obra verde e amarela.

"Não passava uma semana sem que algum brasileiro me pedisse dicas para comprar imóveis na Flórida", diz Helena Grossberg, sobre o tempo em que trabalhava com logística em empresas de transporte de cargas nos Estados Unidos. 

Foi por isso que, quando ficou desempregada, a técnica resolveu tirar uma licença para trabalhar como corretora de imóveis em terras americanas. Helena não está sozinha. Na sala em que assistiu, no ano passado, às 60 horas de curso para conseguir sua habilitação profissional, outros 15 brasileiros assinavam a lista de presença entre os 200 alunos. 

Na imobiliária em que trabalha, a Elite International Realty, em Miami, mais da metade dos corretores, 45 profissionais, também são seus conterrâneos. Os brasileiros já estão em segundo lugar na lista de estrangeiros que mais compram imóveis em Miami e Orlando, atrás apenas dos canadenses, e, interessados nesses consumidores, empresas do setor contratam cada vez mais profissionais que compartilham língua e cultura com os potenciais clientes.

leia mais

Comentários