Eleição: Minha Casa Minha Vida é bandeira de reeleição de aliados

Mais que receber dinheiro do governo federal para a construção de habitações populares, os prefeitos dos municípios selecionados na segunda fase do Minha Casa, Minha Vida ganharam uma forte bandeira de campanha para tentar se manter no cargo.

Um cruzamento de dados feito pelo site de VEJA em parceria com a ONG Contas Abertas revelou que quase metade das 2.582 cidades beneficadas com o programa de Dilma Rousseff é administrada por prefeitos que subirão ao palanque em busca da reeleição. Nesses municípios serão construídas 45% das 107.000 unidades habitacionais que compõem a meta do programa - um investimento de mais de um bilhão de reais.

“Muitos prefeitos que tentarão se reeleger vão aproveitar os dados do programa para movimentar suas campanhas”, afirma o cientista político da Universidade de Brasília (UnB), David Fleischer. Por serem cidades de pequeno porte, com até 50.000 habitantes, poucas têm dinheiro para desenvolver políticas públicas próprias. Ter o nome relacionado a uma das marcas mais fortes do governo federal pode ser decisivo para os prefeitos na hora de conseguir votos.

Leia mais

Comentários