Dicas : Cuidados na hora das " Liquidações"

Ou você tem um corretor de confiança ao seu lado ou então... Em cenários "liquida-tudo", é melhor manter o "desconfiômetro" ligado. "O ideal é não comprometer mais que 20% do orçamento familiar com a primeira parcela, bem como não assumir parcelas intermediárias superiores a 20% da renda mensal", afirma.

Outra recomendação é verificar a documentação. "Pesquise no site da prefeitura se o imóvel tem o Habite-se [autorização de ocupação]", diz João Bosco Brito, assessor jurídico da AMSPA (Associação dos Mutuários de São Paulo e Adjacências).

Pesquisar em sites da Receita Federal, do Ministério da Previdência e de reclamações de consumidores para checar se a empresa é idônea e cumpre prazos é fundamental.
Estar atento à economia é outro modo de se precaver. O governo estuda atrelar o rendimento da poupança à Selic para que ela renda em torno de 4,5% ao ano -hoje rende cerca de 6%.

leia
mais

Comentários