País do Futebol : Paguem R$ 10 milhões ou paramos o estádio...

Depois de um tempo de calmaria com relação às notícias da Nova Arena, o Palmeiras volta a enfrentar dificuldades para a construção de sua nova casa. Se o tempo das paralisações das obras por problemas no Ministério Público já passou, agora, a vez é de complicações na Justiça Comum por conta de uma suposta dívida de pelo menos R$ 10 milhões. Isso porque o escritório de arquitetura Ferro & Talaat, autor do projeto que deu o alvará de reforma para o clube, exige receber até 4% do orçamento da obra, estimado em R$ 330 milhões.


Segundo o advogado da empresa, Ismar Freitas, o Palmeiras executa o mesmo projeto desenvolvido nos anos 1990 e que, por isso, os arquitetos têm o direito de receber até 4% de pagamento dos honorários, de acordo com as normas do Crea (Conselho Regional de Engenharia,Arquitetura e Agronomia).

“Os direitos autorais não estão sendo respeitados. O projeto é do escritório e foi feito em 1992. Foi apenas modificado. Se foi muito ou pouco, não importa, porque não poderia ser modificado. Essa é a lei do direito autoral. Se você encomenda um projeto de uma casa e gostou e quer fazer uma igual na praia, precisa pagar de novo”, disse Ismar.

Leia mais

Comentários