Day After: Reclamações contra construtoras aumentam 60%

As reclamações contra construtoras cresceram 59% em 2011 em São Paulo em relação a 2010. Durante o ano passado, foram registradas 2.199 reclamações, segundo levantamento da Associação dos Mutuários de São Paulo e Adjacências (AMSPA). Do total, 32% dos reclamantes entraram na Justiça contra as empresas.

As queixas mais comuns são os atrasos nas obras dos imóveis, defeitos nas construções, taxas consideradas abusivas e cobrança de juros sobre leilões de imóveis. De todas as reclamações recebidas pela AMSPA, 60% foram contra construtoras e o restante contra os bancos.
Em relação aos financiamentos, foram registradas 769 reclamações em 2011, aumento de 15,81% sobre 2010. Desse total, 530 reclamantes entraram na Justiça.

Fonte: Exame.com

Comentários