Mercado: A venda da Big Ben e o caminho para os supermercados

Durante algumas semanas a notícia da fusão das duas maiores redes locais de farmácias circulou na imprensa. Extra Farma e Big Ben e suas dezenas de lojas no norte e nordeste do Brasil figurariam entre as maiores do país. 

De um dia para o outro, a Big Ben anuncia a venda para uma gigante nacional, a Brazil Pharma, empresa do Grupo BTG Pactual. Uma empresa de capital em bolsa que vai comprando empresas pelo pais. Atende assim a necessidade de concentração do setor. Em um mercado cada vez mais competitivo , tamanho é documento, e deixa os antigos donos como acionistas do grupo maior.

O modelo já foi usado em Belém com a compra da Chão e Teto Pela BR Brokers em 2009. E como ficaria a tal fusão Extra Farma/Big Ben uma vez que uma negociação desse tamanho demora meses, anos. Como nem Big ben, nem Extra Farma negaram a fusão em nenhum momento, é um sinal de que a própria Extra Farma deve estar seguindo o mesmo caminho. 

Pode ser uma venda a BR Farma, ou a uma concorrente. Nesse caso o silêncio (ou o boato) interessava as duas.  

A Big Ben possui 144 lojas, em seis estados: Amapá, Pará, Maranhão, Piauí, Pernambuco e Paraíba, distribuídas em mais de 30 municípios. Com o acordo fechado, a Brazil Pharma vai se tornar a quarta maior empresa do setor no país. Atualmente, a Brazil Pharma tem 360 franquias no País, concentradas principalmente na região Sudeste.
O modelo indica que outras " fusões" podem estar a caminho, incluindo em setores diversos como o de supermercados. Como nenhuma das locais está disposta a vender simplesmente as redes, ser sócio de uma rede maior pode ser a saída para as grandes entrarem, finalmente por aqui.

Leia mais
aqui

Comentários