Gafisa pode cancelar vendas e devolver dinheiro

A partir de agora, a postura da Gafisa com relação à Tenda, seu braço imobiliário voltado para a baixa renda, será ultraconservadora. A decisão de só lançar empreendimentos aprovados pela Caixa Econômica Federal e que estejam com pelo menos 50% das vendas já encaminhadas visa amenizar o impacto financeiro negativo que o segmento vem gerando ao grupo.

“Dos nossos três segmentos, a Tenda é a que tem apresentado o pior desempenho financeiro, por isso decidimos adotar essa medidas cautelares. Continuamos entusiasmados com as oportunidades da baixa renda, mas herdamos alguns problemas quando compramos a construtora e precisamos resolvê-los”, afirmou Rodrigo Osmo, diretor-executivo da Tenda, em entrevista a EXAME.com.

Leia mais

Comentários