Tendências: Contra os "apertamentos", mude para um galpão.


Eles não moram em casa nem em prédio. Muitos paulistanos estão trocando seus apartamentos por edifícios industriais em busca de unir moradia e trabalho e ter mais espaço.

O galpão foi a opção da fotógrafa Sheila Oliveira, 43, que trocou um apartamento de 50 m² na zona sul pelos 500 m² de um antigo galpão no Cambuci, região central de São Paulo. "Agora eu desço a escada e estou no trabalho", diz ela.

A amplitude, no entanto, tem seus prós e contras. O espaço acaba sendo grande demais para um dia de faxina. Devido à altura do ambiente algumas áreas da casa de Sheila foram separadas por divisórias, mais baixas do que o teto.

A professora de arquitetura Maria Luíza Corrêa, 64, comprou um galpão na Barra Funda há nove anos. O gasto com a reforma no imóvel construído em 1920 foi de R$ 300 mil. Ela teve que trocar toda a fiação.

Veja mais fotos na galeria Folha aqui

Comentários

Flats em SP disse…
Interessantíssima essa matéria!