Profissões: "Personal Organizer" é retrato do boom imobiliário

A mais trabalhosa das tarefas é desencaixotar e guardar os pertences. Quem quiser ajuda poderá recorrer ao personal organizer, um especialista que promete pôr tudo em ordem de maneira inteligente — ou seja, deixa os objetos fáceis de achar e ocupando o mínimo espaço.

O personal, um prestador de serviços surgido nos Estados Unidos que começou a existir no Brasil há cinco anos, encarrega-se de guardar roupas e acessórios em armários ou closets, brinquedos em caixas e produtos em despensas. E, se necessário, treina a empregada doméstica para manter o esquema.

Se o cliente deseja, ele acompanha o processo de descarte de objetos e restauro de móveis. O profissional cobra por hora (em média 90 reais) ou monta pacotes conforme a necessidade do cliente.

Veja um desses fornecedores aqui.

A dica é da Veja SP

Comentários