Tendências: Mercado aproveita pouco o potencial do quarto e sala

Baixo custo e facilidade de pagamento se encaixam na nova realidade das famílias. O crescimento do mercado imobiliário em Ribeirão Preto traz consigo um fato curioso: a procura cada vez maior por imóveis cada vez menores.
O cenário é reflexo da nova composição das famílias brasileiras. Segundo o IBGE, em 1991, o número médio de moradores por residência era de 4,19 pessoas. Em 2000, esse índice caiu para 3,47 e no ano passado alcançou 3,07 pessoas.

Por isso, construtoras têm investido em 
apartamentos pequenos com, no máximo, dois dormitórios. Ao contrário das antigas kitnets, esses empreendimentos trazem como diferencial: área de lazer ..
Pena que o quarto e sala ainda é uma raridade em áreas centrais de metropoles como Belém. Quando, um descobrir e der certo, corre todo mundo atrás.
Veja a realidade do interior paulista aqui

Comentários