São Paulo: Aluguel nos Jardins, beira R$ 150 mil, luvas chegam a R$ 8 milhões

É preciso ter paciência e dinheiro para abrir uma loja nos Jardins na capital paulista.

Impulsionado pela alta geral no preço dos imóveis, o custo da locação de ponto comercial praticamente dobrou nos últimos doze meses em algumas ruas do bairro, como a Haddock Lobo. “Apesar do valor salgado, a procura é maior que a oferta e tem fila de espera”, diz o diretor imobiliário. 

Os aluguéis mais caros beiram os 150.000 reais mensais, sem contar as luvas — espécie de passagem do ponto —, que em alguns casos chega a 8 milhões de reais.

O investimento para ser vizinho de grifes como Louis Vuitton, Versace e Montblanc costuma valer a pena. “É uma excelente vitrine, traz visibilidade à marca, além do potencial de consumo de quem passa ali”, conta uma empresária que tem empresa na rehgião

Os cerca de 66.000 moradores possuem a maior renda per capita da cidade, 5.300 reais por mês, segundo dados da empresa de geomarketing Cognatis. “Ali se encontra o centro geográfico da riqueza da capital”, analisa a demografia.

Leia mais

Comentários