Norte do País vive o ''boom'' da construção vertical

                                                             Porto Velho, Rondônia
Com o início da construção da hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira (RO), edifícios em série começaram a ser erguidos em Porto Velho, mudando a paisagem da cidade. Na esteira do entusiasmo, o preço dos imóveis e o valor dos aluguéis dispararam.

"É uma bolha. A cidade não tem condição de absorver todos esses imóveis", reconhece o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) de Rondônia, Manoel Francisco das Chagas Neto.
Atualmente, cerca de 150 empreendimentos estão em construção ou em fase de lançamento. Segundo Chagas Neto, há algo em torno de 8 mil unidades em oferta numa cidade de 428 mil habitantes, conforme dados do Censo feito pelo IBGE. 

Comentários