Golpe do fiador de aluguel continua fazendo vítimas

O golpe do fiador de aluguel é antigo, mas continua vitimando pessoas alheias ao contrato; o dono do imóvel; e o inquilino. Estelionatários clonam documentos, colocam anúncios na mídia oferecendo-se como fiadores, pelo que cobram preços módicos em relação ao mercado, e lançam a isca para uma ‘pescaria’ que pode ter desdobramentos catastróficos.

Sendo o inquilino bom pagador, quem teve seus documentos clonados, ao descobrir a fraude terá que se defender, acionando a Justiça. Perderá tempo e empregará dinheiro, mas outras vítimas de igual delito podem ser ainda mais prejudicadas.

No caso de inquilino mau pagador, pode ocorrer que o “fiador compulsório” – aquele que teve seus documentos clonados – só descubra o engodo quando, ao solicitar crédito, for informado que seu nome está vinculado à inadimplência de uma locação que nunca garantiu. Pior ainda se descobrir somente quando sua casa for a leilão.

Quanto ao dono do imóvel e no caso de inadimplência, ao ser descoberta a fraude nem mesmo as prerrogativas a ele concedidas pela Lei do Inquilinato em vigor darão agilidade ao processo que lhe restituirá a posse do bem e o ressarcimento do que lhe é devido.
Mais

Comentários