Loucura Loucura, preços enlouquecem até no Banco Imobiliário

Nem o mais alucinado especulador poderia imaginar isso. A loucura dos preços no mercado imobiliário brasileiro chegou ao... Banco Imobiliário. 

Isso mesmo, o brasileirinho está aprendendo que o descontrole dos valores é normal, segundo uma matéria publicada no Globo. 

Na versão Monopoly Revolution, da Hasbro, que será lançada em julho no Brasil, a unidade de Ipanema custa $ 220 mil (de uma moeda imaginária) enquanto a da Vieira Souto vale $ 140 mil; Copacabana, $ 220 mil; e Avenida Atlântica, $ 160 mil. É a dança maluca dos preços relativos.

Há 40 anos, Copacabana era a princesinha do mar, mas hoje Vieira Souto e Delfim Moreira têm o metro quadrado mais caro do Brasil, comparável a Nova York e Paris. E nenhum terreno construível. 

Em São Paulo, os absurdos se repetem: a Rua Oscar Freire, que tem preços comparáveis aos da Visconde de Pirajá, em Ipanema, aparece com quase o triplo do valor da Vieira Souto: $ 400 mil. Preços que não fazem qualquer sentido para quem está no mercado.  

Resultado. Caoo e barato se misturam em uma ciranda que repete a realidade e ninguém é capaz de racionalizar. 

Fonte: O Globo

Comentários