Déficit de moradia acaba até 2017

Em recente mesa-redonda na Fiabci/Brasil, sob o tema "Incorporação e Construção Imobiliária - Tendências para 2011", o diretor da "Odebrecht Realizações Imobiliárias", Paulo Melo, disse enxergar que o déficit atual de cerca de 8 milhões de moradias pode ser resolvido no Brasil até 2017.

Sua palestra versou sobre perspectivas para 2011 no segmento de incorporação e construção.

Meio lembrou que o déficit habitacional vem caindo rapidamente, em especial no Nordeste e no Sudeste, "graças às políticas afirmativas do Governo Lula", e deve cair mais ainda, pois a nova presidente, Dilma Rousseff, já acenou que manterá esse viés.


Fonte: O Estado de São Paulo.

Comentários