Vende-se a casa dos 7 erros

A fachada assimétrica remete ao famoso jogo dos sete erros, onde o objetivo é encontrar diferenças entre desenhos semelhantes à primeira vista. Assim, o casarão que tornou-se um ponto turístico obrigatório, na Rua Ipiranga, no Centro Histórico de Petrópolis, acabou ficando conhecido como "A casa dos sete erros". Quem passa apressado pode não reparar, mas as duas torres têm detalhes bem diferentes, como os desenhos das janelas e do telhado.

Tombado pelo Iphan há três décadas, o imóvel começou a ser construído em 1872 por José Tavares Guerra, filho de um comendador português que fez fortuna com a exportação de café para a Europa. Ficou pronto só em 1884 - 12 anos depois. Agora, a residência está à venda.

Grande parte do material utilizado na construção veio da Europa, como as telhas francesas, as dobradiças e fechaduras de bronze. Dentro da casa, há peças de valor incalculável, como os lustres de bronze dourados a fogo, cuja origem é a mesma dos encontrados no Palácio de Versailles.

Fonte: O Globo

Comentários

Renato disse…
Que idéia! Bom... sempre tem gosto p/ tudo né!
Marília disse…
Visitei essa casa ano passado. Quem nos recebeu foi uma senhorinha, não lembro se ela disse ser neta ou filha dos antigos proprietários.
Mas falou que a casa era única na região, mostrou as colunas em marmore azul, o teto todo trabalhado e pintado. Infelizmente ela não me deixou tirar fotos do local.
Será que ela morreu?
Anderson Kostta disse…
Essa casa dos sete erros é bem diferente das casas dos mil erros que habitualmente são construídas na periferia de nossa cidade, culpa do crescimento desordenado e da ausência de política públicas eficázes para resolver o problema da moradia.