O Centro, a rua, e a cidade virou um museu a céu aberto

A partir de hoje o simples caminhar pelo Centro se Sp ganha ares de visita a um museu contemporâneo.

Até 23 de outubro a região hospedará a Street Biennale, exposição de arte urbana que usa fachadas e laterais de prédios como “moldura” para 14 grafites e pinturas de artistas de todo o mundo.

Entre os escolhidos, estão os brasileiros Fabiano Gonper e Vicente de Mello, a chinesa Ko Siu Lin e o franco-argelino Mohamed Bourouissa – este, com um painel na Praça Ramos de Azevedo inspirado nos “gatos” característico de favelas.

Comentários

Pedro Santos disse…
Paris continua linda!