Vem ai a onda do shopping aberto

Quando um brasileiro, um americano e um europeu pensam em shopping center, imagens diferentes vêm à mente. Nos Estados Unidos, é comum o conceito de "open mall", um centro de compras ao ar livre, com cinemas, lojas e restaurantes distribuídos em algumas pequenas ruas.

Um espaço menor costuma ser ocupado pelos outlets dos mercados europeu e americano, onde as lojas de grife, uma ao lado da outra em um espaço térreo, conquistam a atenção dos consumidores ao oferecer peças de coleções anteriores com descontos. Já no Brasil os empreendimentos verticais, dividido por vários andares e blocos, são os mais comuns. Mas há projetos em andamento que mudam essa paisagem.

Na onda de expansão do setor - estão sendo inaugurados 39 shoppings entre agosto deste ano e dezembro de 2011, com investimentos estimados entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões -, uma leva será aberta em formatos diferentes do tradicional.

General Shopping e a novata Construtora São José apostam em shoppings ao ar livre e em outlets, que custam entre 30% e 40% menos que um empreendimento tradicional e têm um custo até 70% menor de condomínio para os lojistas. mais

Fonte: Valor Econômico

Comentários