Segundo Makro deve mudar perfil do Barreiro, em Belém

Confirmando nota do Blog do Imóvel aqui, o terreno da marina na esquina da Artur Bernardes com o Canal S. Joaquim deve mesmo abrigar a nova lona da Makro na capital paraense*.

São mais de 50.000m2 em mais uma grande movimentação que deve interferir profundamente no urbanismo da cidade. Barreiro e Telegrafo sempre foram, tradicionalmente bairros marginais e perigosos.

Uma operação desse tamanho deve intereferir de maneira positiva na vizinhança, exigindo obras de infra-estrutura do poder público e atraindo novos negócios, interessados em aproveitar a atração provocada pelo Makro.


Outro detalhe importante, é que, aproveitando que o Portal da Amazônia praticamente acabou com os portos privados da Estrada Nova, o Hiperatacado deve ter porto próprio, aproveitando a grande demanda do interior, que se acostumou em comprar na bernardo Saião e ficou orfã depois das proibições da prefeitura.

* nota de Mauro Bonna no Diário do Pará

Comentários