"Pechinchas" nas Ilhas gregas

A economia americana melhorou, mas o mercado imobiliário, epicentro da pior crise desde 1929, ainda não se recuperou e há oportunidades para quem quer comprar um imóvel nos Estados Unidos. É possível encontrar imóveis em Nova York ou na Flórida com preços entre 30% e 50% mais baixos.

Em Miami, uma das cidades americanas preferidas pelo brasileiros, há 5.441 imóveis novos para vender, afirma um corretor da área. O custo médio é de R$ 7.500 o metro quadrado e os preços estão em R$ 6 mil o metro, diz.

Outras pechinchas estão nas Paradisíacas ilhas gregas. Muito obiçadas por milionários e astros de Hollywood como Tom Hanks, estão tendo seus preços reduzidos em até 45% porque a crise da dívida do país está abalando a demanda por refúgios de férias.

Uma villa (chácara) em construção em Míconos, ilha do Mar Egeu conhecida pela agitada vida noturna, está sendo oferecida por corretores imobiliários da PloumisSotiropoulos OE, de Atenas, por € 2 milhões (US$ 2,6 milhões), depois que o preço foi reduzido em € 500 mil.
A mesma imobiliária está buscando um comprador para uma casa de três dormitórios em Corfu por € 750 mil, cujo preço original era de € 1,4 milhão. Até agora, nenhum interessado apareceu.

"Trata-se de um lugar espantoso para se investir no momento", diz um corretor da Prestige Property Group, que vende imóveis nas ilhas gregas. "As coisas só vão melhorar depois que o cenário econômico estiver mais definido."

A hora de aproveitar é agora.

Leia
mais

Comentários