Publicidade banca restauração de edifício Copan

Três anos e meio depois de ter entrado em vigor, a lei Cidade Limpa dará uma chance para a publicidade de rua. O edifício Copan será o primeiro prédio a abrigar anúncio em sua fachada durante restauro.

De acordo com o texto, o uso de publicidade em "melhorias urbanas, ambientais e paisagísticas" está previsto na lei, mas até agora esse artigo, de número 50, não havia saído do papel. A expectativa da Emurb é que o restauro do Copan funcione como publicidade dessa possibilidade da lei.

A fachada do Copan tem 45 mil m2 --cinco campos de futebol. O restauro custará de R$ 35 milhões a R$ 40 milhões, diz Rafael Nasser e Silva, da Refix, empresa especializada nesse tipo de obra. "Se o anúncio não tiver certo porte, não dá para pagar uma reforma com esse valor. Publicitários querem retorno."

Fonte: Folha de S. Paulo

Comentários

Anônimo disse…
adoro essa altura brother