Um bairro onde dá para fazer tudo a pé

Projetado para, dentro de 15 anos, abrigar 30 mil moradores, o espaço é composto, nesta primeira etapa, por quatro edifícios com 217 apartamentos. Outras 46 quadras semelhantes serão erguidas ao longo dos anos.

O projeto do bairro sustentável em Florianópolis, foge do conceito dos condomínios fechados, pois cria uma comunidade que privilegia o pedestre e a preservação do ambiente local e das áreas verdes.

O empreendimento tem a chancela do Conselho Nacional de Prédios Verdes (GBC Brasil) e é resultado de uma parceria entre as empresas Pedra Branca e Espírito Santo Property Brasil (ESPB), braço imobiliário brasileiro do Grupo Espírito Santo – um dos maiores do setor financeiro de Portugal.

O condomínio terá captação da água da chuva e da energia solar e reúso da água. O preço médio de um apartamento, dependendo do tamanho, pode variar de R$ 200 mil a R$ 1 milhão. Um edifício sustentável, economiza em torno de 40% de energia, de emissões de carbono e de água.

Saiba mais
aqui

Comentários