Mudanças no ITBI em Belém

Prefeitura quer menos isenção, empresários não querem impostos cumulativos. Ainda este semestre, o tema deve estar em votação na Câmara.

Nessa queda de braços, o poder publico quer limitar a isenção da cobrança a imóvel com valor venal de menos de R$ 10 mil. O munícipio quer também manter a prática de cobrar o imposto, de 2% em todas as transações, mesmo aquelas não transferidas. Os chamados contratos de gaveta. Os vereadores querem derrubar a medida.

O setor da construção diz que imposto de mais atrapalha projetos habitacionais na capital.

Comentários