Outro mundo. Na crise, Cyrela lança imóveis de luxo que vão custar até R$ 40 milhões


Assim como outros setores da economia, o mercado imobiliário está derretendo no País. O crédito está mais escasso, e mais caro, a inadimplência aumentou, as incorporadoras tiveram de lidar com devolução de imóveis de clientes que perderam a capacidade de honrar suas dívidas, as vendas e os lançamentos despencaram.

É no meio desse cenário que a Cyrela, maior empresa imobiliária do País, com receita anual de R$ 5,8 bilhões, espera voltar em grande estilo a um mercado que fica no outro extremo do Minha Casa Minha Vida e que tem fama de ser blindado de crises. É no luxo que a empresa de Elie Horn fará suas maiores investidas nos próximos meses.

Comentários