Arquitetura: Projetos que revitalizam imóveis abandonados no Rio



Esses imóveis em estado de vazio urbano, que passam despercebidos pelo mercardo imobiliário, são uma oportunidade para criar novas formas de ver a cidade e diferentes possibilidades de encontro — opina Andréa Borde, professora de arquitetura da UFRJ, que apresentou a ideia de erguer uma escola de restauração numa casa parcialmente arruinada em Botafogo.



As soluções contemplam ainda centro cultural, espaço para capacitação, escola de restauração e residência.
Se tivéssemos mais políticas de apoio à reciclagem dessas construções para integrá-las novamente ao contexto urbano, a cidade se tornaria mais humana — acredita o arquiteto Paulo Sérgio Niemeyer, que bolou um centro cultural com salas multiuso, para um imóvel no Centro, bairro que concentra cerca de 50% do total de imóveis abandonados na capital, segundo dados do Crea-RJ.



Leia mais ou veja os projetos aqui

Comentários