Urbanismo: São Paulo aumenta avenida e provoca boom corporativo

Durante mais de cinquenta anos, a visão da fábrica das bicicletas Monark acompanhou quem passava pela Marginal Pinheiros, na Zona Sul. Com a desativação da empresa, em 2008, o terreno de 82.000 metros quadrados se tornou um dos mais cobiçados da capital.

Comprado pela construtora Odebrecht em 2010, em uma transação financeira com valor estimado em 300 milhões de reais, o local deve voltar a ser um ponto de referência na paisagem. Ali, será construído um complexo com seis torres empresariais, duas residenciais, um shopping e um hotel.

O lançamento ocorrerá até setembro e as obras devem começar no início do ano que vem, com previsão de término para 2020. “O conceito é de cidade compacta, onde se pode trabalhar, morar e se divertir sem fazer grandes deslocamentos”, diz Paulo Aridan, diretor regional da Odebrecht Realizações Imobiliárias, que espera faturar 4 bilhões de reais com o negócio.

Saiba mais

Comentários