Dicas : Esta é a melhor hora para vender seu imóvel

Uma das regras básicas da economia é que existem momentos para comprar e outros para vender. Assim como a história humana, os altos e baixos são indicativos para quem quer lucrar mais, ou pelo menos não perder muito. É mais ou menos como um jogo, só que os sinais de que a sorte vai mudar são muito evidentes para não serem percebidos e melhor, para não serem adotados.

Depois de atingirem picos históricos, os preços dos imóveis no Brasil vem dando sinais de que não se seguram muito tempo nos patamares atuais, apesar do mercado insistir que ainda existe espaço para novos reajustes. Isso é tão claro que as grandes incorporadoras amargam sucessivos furos nas metas de vendas porque imaginavam um número e só conseguiram uma parte deles.

Pra não decepcionar os investidores da bolsa, e com isso causar um pânico ainda maior, apela para feirões e promoções. O preço mais baixo, pra quem dizia que não o mercado não poderia cobrar menos é um sinal de que a curva virou. è um sinal, lembrando a bíblia, que depois de vacas gordas, viveremos dias de vacas mais magras. Longe de crises como a americana, que viu seus imóveis perderem até 80% do valor por erros de avaliação e refinanciamento, mas a tendência de estabilidade e alguma retração.

E para quem quer vender seu imóvel, qual a melhor decisão neste momento. Na minha opinião é a hora de vender. Isso porque apesar do nervosismo do mercado, os preços ainda estão altos e você ainda encontre que aceite pagar nos patamares atuais, ou em valores muito próximos. Ou seja vá para o mercado, faça alguma concessão no preço e realize lucros. Isso porque se não vender agora, pode ser obrigado a vender mais barato lá na frente.

De outra forma, se vender e estiver com dinheiro em caixa, corre o risco de aproveitar boas oportunidades, quando o mercado, já estabilizado em outro patamar de preço, começar oferecer os imóveis por valores mais baixos. Venda agora ou cale-se para sempre.

A revista Exame perguntou a especialistas sobre esse tema. Se quiser ler mais clique aqui

Comentários