Urbanismo: A primeira década de um bairro particular

Dez anos após seu lançamento, Península se consolida e ainda espera a chegada de 5 mil moradores

Quando a Carvalho Hosken lançou a Península, na Barra da Tijuca, uma de suas estratégias de marketing foi comparar o empreendimento a um dos mais charmosos bairros da cidade, a Urca. A ideia era vender que o novo "bairro", então apelidado de Urca da Barra, além de ter uma única entrada e saída, ofereceria segurança e belas paisagens, assim como naquele pedaço privilegiado da Zona Sul.

Dez anos depois, o apelido, como se sabe, não pegou. Mas o bairro, sim, começa a se consolidar. Hoje, são 3.200 famílias morando no empreendimento - cerca de dez mil pessoas divididas entre as 3.400 unidades já entregues. Ao todo, foram lançadas 5.361 e vendidas 4.635. E o crescimento se mantém. São 51 edifícios prontos e quatro em construção, além de um shopping que tem inauguração prevista para o mês de outubro. Outros 12 lançamentos, quase todos residenciais, devem acontecer nos próximos anos.

Leia mais

Comentários