Mercado: Quando o nível de emprego é combustível para o setor imobiliário

O baixo índice de desemprego e o aumento do ganho real dos trabalhadores vão impulsionar o crescimento de 30% no crédito imobiliário este ano. O setor terá como foco principal, em 2012, as famílias de classes média e média/baixa por meio da ampliação de ofertas de imóveis participantes do programa "Minha Casa, Minha Vida", do governo federal.

As previsões são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). A entidade aponta que o financiamento imobiliário deve alcançar o recorde de R$ 103,9 bilhões.

O presidente da associação, Octavio de Lazari Jr, explicou que os dois fatores citados anteriormente são resultado do aquecimento da economia que o país vive nos últimos cinco anos.

Leia mais

Comentários