Memória: Assim se vendia sala comércial em Belém há 60 anos

Onde antes era a sede do Guaraná Simões, na rua 13 de Maio (entre 7 de Setembro e avenida Portugal), a Menescal & Cia. ergueu um dos primeiros prédios do perímetro, o Barão de Belém.

O edifício lá permanece até hoje, com um detalhe curioso. O mini-acesso ao segundo elevador, que dá aos baixinhos a rara sensação de grandeza, uma vez que é preciso se curvar para não bater a cabeça no teto.

A publicidade acima é de um anúncio de 1961, e usava como marketing a responsabilidade engenheiro e dono da empresa. Ética em um tempo em que ela o X da questão.

A torre tinha 4 escritórios por andar, “com duas salas e banheiros cada um”, mas localizados no hall do elevador, um ao lado do outro.

Fonte: Jornal Pessoal/Lúcio Flávio Pinto

Comentários