Mercado : Valor, e não o preço, vira diferencial de mercado

Teto de gesso rebaixado, luz indireta, piso de porcelanato, luminárias assimétricas e armários planejados. Até pouco tempo atrás esses itens não figuravam na decoração dos imóveis populares.

Nos últimos cinco anos, porém, a chamada nova classe média, com renda familiar em torno de R$ 2,3 mil, descobriu as vantagens de contar com um serviço especializado na hora de decorar a casa, não se contenta com acabamentos de baixa qualidade, e forçou o mercado de construção civil a mudar a forma de pensar as novas moradias.
Segundo levantamento do Data Popular, 43,2% têm intenção de reformar a casa em um ano. Tamanha disposição provocam reflexos.
O ‘boom’ de expansão de negócios também foi verificado entre as franquias. “Nos últimos dois anos surgiram pelo menos dez novas bandeiras nas áreas de prestação de serviço, reformas, decoração e setor imobiliário”, explica Ricardo Camargo, diretor da Associação Brasileira de Franchising (ABF).


São especialista em reparos e reformas, como a Dr Resolve que tem 200 unidades em operação e que já tem franquia móvel, montada em uma Kombi, para atender cidades menores, com até 20 mil habitantes”.

A rede Dicico, com 53 lojas próprias, iniciou uma expansão diferenciada. Lojas bem localizadas, com bom fluxo de clientes.
São serviços de pintura de prédios, móveis com design a preço acessível, oferta de mão de obra especializada para colocação de pisos, decoração de interiores, etc.

Fonte: Valor On Line

Comentários

vitor disse…
Gostei muito do artigo, interessante ver que o preço não é tão importante quando o valor do imóvel